Receba gratuitamente todos os nossos conteúdos.

Fique por dentro das novidades e oportunidades referentes à Psicometria e Análise Quantitativa de Dados.

Validade baseada no conteúdo

O que é validade de conteúdo?

A validade de conteúdo refere-se ao grau em que o conteúdo de um instrumento reflete adequadamente o construto que está sendo medido. Em outras palavras, é a extensão em que uma medida “cobre” o construto de interesse.

Para produzir resultados válidos, o conteúdo de um teste deve cobrir todas as partes relevantes do assunto que pretende medir. Se alguns aspectos estiverem faltando na medição (ou se aspectos irrelevantes forem incluídos), a validade está ameaçada.

Por exemplo, se um pesquisador define conceitualmente a ansiedade como envolvendo sentimentos nervosos e pensamentos negativos, então o teste deve incluir itens sobre ambos fatores. Se o teste só apresenta itens que avaliam pensamentos negativos, ele não estará cobrindo todas as partes do construto ansiedade. Dessa forma, a validade de conteúdo apresentaria um problema, porque um aspecto relevante do construto (sentimentos nervosos) teria sido excluído.

Como avaliamos a validade de conteúdo?

A validade de conteúdo de um teste é praticamente garantida pela técnica de construção. Isto posto, os dois procedimentos recomendados para analisar a validade de conteúdo devem ser executados durante os processos de construção ou de adaptação dos instrumentos de medida.

Avaliação do instrumento pelo público-alvo: o instrumento deverá ser avaliado por grupos de pessoas cujas caraterísticas vão de acordo com as características dos respondentes a que o instrumento se destina. Os grupos verificarão se os itens, as instruções e a escala de resposta são compreensíveis.

Segundo as sugestões e recomendações proporcionadas pelo público-alvo, podem ser feitas modificações no instrumento. É fatível realizar tantas avaliações pelo público-alvo quanto sejam necessárias.

Avaliação do instrumento por especialistas no construto que visa ser mensurado: esta avaliação pode envolver procedimentos qualitativos e quantitativos.

Nos procedimentos qualitativos, os especialistas devem avaliar o instrumento como um todo, determinando sua abrangência. Isto é, se cada domínio ou conceito foi adequadamente coberto pelo conjunto de itens e se todas as dimensões foram incluídas.

Nos procedimentos quantitativos sera quantificado o grau de concordância entre os especialistas. Existem diferentes métodos que podem ser utilizados para este objetivo, tais como:

Se você deseja conhecer melhor cada uma dessas formas, clique nos links acima!

Gostou desse conteúdo? Precisa aprender Análise de dados? Faça parte da Psicometria Online Academy: a maior formação de pesquisadores quantitativos da América Latina. Conheça toda nossa estrutura aqui e nunca mais passe trabalho sozinho(a).

BRUNO FIGUEIREDO DAMÁSIO

Sou Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia. Venho me dedicando à Psicometria desde 2007.

Fui professor e chefe do Departamento de Psicometria da UFRJ durante os anos de 2013 a 2020. Fui editor-chefe da revista Trends in Psychology, da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP) eEditor-Associado da Spanish Journal of Psychology, na sub-seção Psicometri e Métodos Quantitativos.

Tenho mais de 50 artigos publicados e mais de 3000 citações, nas melhores revistas nacionais e internacionais. Atualmente, me dedico a formação de novos pesquisadores, através da Psicometria Online Academy. Minha missão é ampliar a formação em Psicometria no Brasil e lhe auxiliar a conquistar os seus objetivos profissionais.

Deseja se tornar completamente autônomo e independente na análise dos seus dados?

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais

Posts relacionados

Análise de mediação e moderação: definições e diferenças

Análise de mediação e moderação: definições e diferenças

Nesse post, discutimos as caracteríticas e diferenças entre modelos de mediação e moderação.

Análise Fatorial Exploratória ou Análise Fatorial Confirmatória: Qual escolher?

Análise Fatorial Exploratória ou Análise Fatorial Confirmatória: Qual escolher?

Nesse post, discutimos quando utilizar uma análise fatorial exploratória e uma análise fatorial confirmatória.

Análise Fatorial e Análise de Componentes Principais: Diferenças e Quando usar

Análise Fatorial e Análise de Componentes Principais: Diferenças e Quando usar

Nesse post, discutimos as diferenças entre análise fatorial e análise de componentes principais, e quando usar cada uma dessas técnicas.

O que é Psicometria?

O que é Psicometria?

A Psicometria pode ser definida como a ciência da mensuração de características, atributos e habilidades psicológicas (Buchanan & Finch, 2005), sendo uma importante área de estudos na Psicologia e, também, na educação.

O que é regressão linear simples?

O que é regressão linear simples?

Entenda o que é regressão linear simples.

Análise de mediação e moderação: definições e diferenças

Análise de mediação e moderação: definições e diferenças

Nesse post, discutimos as caracteríticas e diferenças entre modelos de mediação e moderação.

Análise Fatorial Exploratória ou Análise Fatorial Confirmatória: Qual escolher?

Análise Fatorial Exploratória ou Análise Fatorial Confirmatória: Qual escolher?

Nesse post, discutimos quando utilizar uma análise fatorial exploratória e uma análise fatorial confirmatória.

Análise Fatorial e Análise de Componentes Principais: Diferenças e Quando usar

Análise Fatorial e Análise de Componentes Principais: Diferenças e Quando usar

Nesse post, discutimos as diferenças entre análise fatorial e análise de componentes principais, e quando usar cada uma dessas técnicas.

O que é Psicometria?

O que é Psicometria?

A Psicometria pode ser definida como a ciência da mensuração de características, atributos e habilidades psicológicas (Buchanan & Finch, 2005), sendo uma importante área de estudos na Psicologia e, também, na educação.

O que é regressão linear simples?

O que é regressão linear simples?

Entenda o que é regressão linear simples.

Cadastre-se para ser notificado com o link das aulas ao vivo:

Módulo 4: Redes neurais artificiais

• Introdução a Deep Learning

• Avaliando sistemas de Deep Learning

• Redes Neurais feitas (sem programação) no SPSS

• Aula bônus: O futuro da IA na Sociedade

• Aula bônus: Dois Estudos de Caso 

Módulo 3: Interpretar e reportar resultados

• Gerar, interpretar e reportar resultados em Machine Learning

Módulo 2: Criando o seu sistema

• Selecionando algoritmos e métodos 
• Práticas de Machine Learning (Sem programação): Decision Tree (JASP), Linear Discriminant Classification (JASP) e Plataforma ORANGE
• Aula Bônus: Avaliação Psicológica e Machine Learning
• Aula Bônus: Livros e Cursos recomendados  
• Aula Bônus: Entrevista com Cientista de Dados focado na área da Saúde

Módulo 1: O que é Machine Learning

• O que é Machine Learning?
• Como a máquina aprende?
• Machine Learning para Psicometria e Pesquisa Quantitativa (pesquisas comentadas)
• Tipos de Machine Learning (Supervisionado e Não-supervisionado)
• Práticas de Machine Learning (Sem programação): JASP e SPSS
Aula Bônus: Filosofia da Inteligência Artificial
• Aula Bônus: Entrevista com Cientista de Dados graduado em Psicologia
• Aula bônus: Estudo de Caso sobre Redução Dimensional 

Preencha abaixo para
participar gratuitamente

Fique tranquilo, não utilizaremos suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM. Os dados coletados são tratados nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados e você pode se descadastrar da nossa lista de contatos a qualquer momento.